Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) da região ribeirinha sergipana do Baixo São Francisco

Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC) da região ribeirinha sergipana do Baixo São Francisco

Em contrato firmado junto à Superintendência do IPHAN em Sergipe em 2012, este trabalho reúne, sistematiza e analisa informações referentes ao Levantamento Preliminar do Inventário Nacional de Referências Culturais – INRC da região ribeirinha sergipana do Baixo São Francisco. Essa região é composta pelos municípios de Brejo Grande, Ilha das Flores, Neópolis, Santana do São Francisco, Propriá, Telha, Amparo do São Francisco, Canhoba, Nossa Senhora de Lourdes, Gararu, Porto da Folha, Poço Redondo e Canindé do São Francisco. O INRC – consiste em uma metodologia de identificação, documentação e registro, que tem como objetivos principais: identificar e documentar bens culturais, de qualquer natureza, para atender à demanda pelo reconhecimento de bens representativos da diversidade e pluralidade culturais de grupos formadores da sociedade brasileira; e apreender os sentidos e significados atribuídos ao patrimônio cultural pelos moradores da região inventariada, tratando-os como intérpretes legítimos da cultura local e como parceiros preferenciais de sua preservação. No seu aspecto metodológico, o INRC busca valorizar o saber da comunidade local. A seleção dos bens a serem identificados deve sempre ter por base o que a comunidade destaca de forma reiterada como bem de significação diferenciada enquanto marca de sua identidade, de forma a ampliar a compreensão sobre as formas de expressão, as celebrações, os ofícios e modos de fazer, os lugares e as edificações na região.