Inventário dos Bens Imóveis da Extinta Rede Ferroviária Federal S/A – RFFSA, Rio de Janeiro

Inventário dos Bens Imóveis da Extinta Rede Ferroviária Federal S/A – RFFSA, Rio de Janeiro

A extinta RFFSA possui estimado acervo de valor artístico, histórico-cultural e tecnológico; notadamente formado por suas edificações, pontes, viadutos e túneis, além de um conjunto de mobiliário, peças, instrumentos e componentes mecânicos diretamente relacionados à memória do transporte ferroviário, testemunhando a evolução dos materiais e técnicas da engenharia férrea, ao logo de sua trajetória. Por isso, desde 2007, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN tem realizado um amplo Inventário de Conhecimento do Patrimônio Cultural Ferroviário, já tendo sido catalogados mais de seis mil edifícios. Os estados de conservação são os mais diversos, e muitos estão abandonados ou em condições precárias de preservação.

Dentro desse contexto e de forma a possibilitar o processo de valoração dos bens imóveis da extinta RFFSA no Estado do Rio de Janeiro, em contrato firmado com a Superintendência do IPHAN no Rio de Janeiro, o grupo Memória Arquitetura desenvolveu no ano de 2012 o inventário desses bens. Foram catalogadas as estações ou conjunto ferroviários, inclusive antigas residências de funcionários, e obras de arte (pontes, viadutos e túneis) localizados ao longo da antiga linha da Barra, perpassando pelos municípios de Valença, Barra do Piraí, Piraí e Rio Claro; e ainda aqueles existentes ao longo da antiga Variante de Bulhões, que ligava o município de Resende a Barra Mansa, começando pela Estrada do Bulhões, em Resende.