Dossiê de Registro da Corporação Musical Santa Cecília, Virgínia/MG

Dossiê de Registro da Corporação Musical Santa Cecília, Virgínia/MG

O Registro da Corporação Musical Santa Cecília como forma de expressão da cidade de Virgínia/MG atende ao pedido encaminhado pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural ao Departamento de Educação e Cultura da Prefeitura Municipal de Virgínia. O trabalho foi coordenado pelo Grupo Memória Arquitetura em 2010 e teve como objetivo a elaboração de um dossiê com informações consistentes sobre a Corporação Musical Santa Cecília e seus significados para a comunidade virginense, subsidiando assim, a tutela dessa forma de expressão através do Registro.

A metodologia do trabalho constituiu-se em identificar a ocorrência da forma de expressão e as significações atribuídas à Corporação Musical Santa Cecília pela comunidade virginense. Tal identificação preliminar partiu de contatos com o Presidente da Corporação e moradores tradicionais da localidade, que indicaram novos contatos, assim como contribuíram para traçar a trajetória da Banda Santa Cecília na história da cidade. Os contatos iniciais originaram as entrevistas realizadas e possibilitaram o acompanhamento de um ensaio da sociedade musical e a aproximação com os agentes diretamente envolvidos nessa forma de expressão. O trabalho de campo foi acompanhado por uma pesquisa em fontes secundárias referentes à prática das sociedades musicais no Brasil e em Minas Gerais. Além disso, foi consultada a documentação primária da Banda, incluindo partituras, certidão de registro e fotografias.

Ressalta-se que na identificação dos problemas e na elaboração das diretrizes e medidas para gestão da atividade cultural desenvolveu-se um trabalho conjunto com os membros da Corporação Musical Santa Cecília. Para tanto, utilizou-se um grupo focal onde foram colocadas questões sobre o cotidiano da sociedade musical, as dificuldades e as necessidades para a continuidade da manifestação conforme observação dos principais agentes da forma de expressão. A partir das conclusões obtidas por meio do grupo focal foi desenvolvido o cronograma de ações visando a conservação da prática e sua consequente valorização.